Atendimento Segunda a Sexta-feira das 8:15 às 11:45 e das 13:00 as 17:45 - Sábados das 8:30 às 11:45 (Horário de Brasília) Comprar Nos Ligamos para Você Atendimento online

MEI - Micro Empreendedor Individual: Como legalizar um pequeno negócio

Publicado em 05/07/2013

O Micro Empreendedor Individual - MEI quando legalizado recebe diversos incentivos do Governo Federal, entre eles a redução de impostos e cobranças, facilidade no crédito e empréstimo bancário e acompanhamento de especialistas pelo SEBRAE. Mas para começar um negócio e ter sucesso é preciso ler todas as informações disponíveis e colocá-las em prática.

Reunimos neste artigo as informações mais importantes para o Micro Empreendedor Individual, desde como se legalizar até dicas para alavancar seu negócio e torná-lo muito lucrativo.

Como o Micro Empreendedor Individual pode se legalizar?

Para se legalizar e receber diversas vantagens que o Governo Federal oferece, o MEI (Micro Empreendedor Individual) deve apenas acessar o site Portal do Empreendedor, do Governo e fazer o seu cadastro. Para formalizar o negócio não há custo algum, ou seja, não há impostos para o Governo Federal.

Os únicos custos que o MEI deverá arcar são destinados ao próprio município, no caso do ISSQN e para o Estado com o ICMS. E quanto ao INSS, ele é cobrado apenas 5% do valor do salário mínimo (R$31,10 em 2012). Se você deseja se legalizar, poderá fazer isso com menos de R$40,00 reais/mês.

Quais os Benefícios da Formalidade?

Como forma de incentivar a formalização dos Micro Empreendedores Individuais, o Governo Federal aprovou uma série de benefícios destinados a este público, veja quais são eles:

  • Cobertura Previdenciária para o Empreendedor e sua família. Inclui-se auxílio-doença, salário maternidade para mulheres, aposentadoria após 15 anos por idade e pensão por morte e auxilio reclusão para a família.
  • Contratação de um Funcionário por Menor Custo. Para manter até um funcionário, o MEI pagará somente R$68,42, correspondentes à 3% Previdência e 8% FGTS do valor do salário mínimo vigente.
  • Concessão de Alvará para Funcionamento. Com o registro da micro empresa, o MEI receberá o alvará para o funcionamento da mesma pela internet sem pagar nenhuma taxa adicional.
  • Facilidade para Créditos. Quando legalizado, o MEI tem recebe crédito junto aos principais bancos públicos do país, como o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste com maior facilidade. Os financiamentos terão uma redução de tarifas e juros.

 Ao formalizar a sua empresa, você conta ainda com a assessoria jurídica, projeção de crescimento para média e grande empresa, e possibilidade de vender ou prestar serviços para a esfera pública, tais como prefeituras e órgãos públicos.

Dica: Entre no site do Governo, o Portal do Empreendedor, e se cadastre. A legalização é o primeiro passo para você ter sucesso.

Qual o próximo passo, depois da legalização?

Você legalizou o seu empreendimento e não sabe o que fazer agora? O primeiro passo é reunir todas as informações importantes e traçar uma meta para o seu negócio.Antes da estratégia, reúna as seguintes informações:

  • Faça uma pesquisa de mercado;
  • Identifique qual o melhor local/região para abrir o negócio;
  • Projeto quanto você deverá gastar para iniciar o empreendimento;
  • Calcule quanto tempo em média terá o retorno.

Com essas informações em mãos é hora de pensar nas metas e estratégias para que o seu negócio se solidifique e conquiste o público.

Como traçar metas para a nova fase do seu negócio

Depois de analisar o seu negócio, pense no público-alvo e em como você poderá atingi-lo. Para isto, trace metas bimestrais, semestrais e anuais, lembrando sempre que você é o responsável pelo seu sucesso.

A identificação do público-alvo é uma etapa necessária para definir não são somente suas metas e expectativas, mas assim como o valor de cada produto e os meios que deverá utilizar para chegar ao público.

O valor dos seus produtos deve ser compatível com o seu público-alvo. Uma loja de grife que tenha como público-alvo mulheres das classes A e B do país, não venderá roupas em atacado por R$10,00. O contrário também é válido.

Defina o seu público, pense como eles pensam. Monitore o seu público pelas redes sociais e outros meios digitais, saiba tudo que eles desejam e qual o poder aquisitivo da média. Suas metas de vendas, lucros e valores partirão destas respostas.

Dica: Nem sempre produto mais caro é sinônimo de lucro, algumas lojas têm muito mais sucesso com produtos de baixo custo. São exemplos, lojas com linhas de subprodutos destinados à classe média..

Coloque na sua projeção, metas aproximadas para os próximos meses, tais como:

  • Quantidade de pessoas que deverão ser convertidas em clientes;
  • Total de vendas de produtos;
  • Total do lucro líquido.

Para alcançar tais metas, você deverá planejar as estratégias (e-mail marketing, banners, anúncios patrocinados, propagandas, folhetos, entre outros). Antes de colocar a mão na massa e partir para o trabalho é preciso planejar e traçar metas para não se perder no meio do caminho.

Dica: Seja realista quanto às suas metas e expectativas, está a melhor forma para ter sucesso e não se frustrar.

Fixe as suas metas em um mural e sempre que puder olhe para elas, isso lhe ajudará a manter o foco e não gastar tempo, energia e dinheiro com estratégias desnecessárias ou inadequadas.

« voltar